quarta-feira, 20 de maio de 2009

cicatrizes

eu tenho uma pequena cicatriz no queixo, que já ouvi que é fofa, sexy, masculina, bonita e por aí vai. muita gente acha que veio da infância, quando a gente faz muita bagunça, não tem medo e apronta muita coisa. mas na verdade essa marca no meu queixo apareceu quase aos trinta anos.

eu já morava no rio de janeiro e fui levar uns primos de vitória para patinar no gelo num shopping do rio que tem uma pista fixa (já sabem o final disso, né... mas leiam assim mesmo). tudo correu super bem, nós três nos divertimos muito.

quando acabou o tempo, a supervisora chamou nosso número, para que saíssemos do ringue de patinação. então resolvemos, antes de sair, fazer a última volta de velocidade! assim, apostamos corrida e lá fomos os três, lado a lado.

a velocidade era grande e a gente se esforçou mais ainda após a última curva. o resultado foi uma trombada na reta final, a pouco metros de onde teríamos que sair da pista. como estávamos muito rápido, o choque teve consequências para todos: um dos meus primos foi de joelho na parede de proteção e ficou gritando de dor, o outro caiu pra trás, machucando a bunda e batendo a cabeça com força. como podem prever, quem caiu pra frente?... tentei apoiar a mão, que escorregou e mas fui de queixo no chão.

começamos a rir sem parar e então senti o sangue escorrendo. passei a língua nos dentes pra fazer a chamada e estavam todos ali. menos mal. eu e meus primos fomos atendidos por uma equipe médica e recebemos os devidos cuidados.

foi preciso fazer um ponto com esparadrapo no meu queixo, além de me pedirem pra ficar com gelo no local pra não inchar. o gelo molhava o curativo, que se soltava e não prendia direito, atrapalhando a cicatrização como deveria ter sido.

depois disso não voltei a patinar no gelo, só desci de trenó na neve (aqui), tomando todo o cuidado pra me divertir sem problemas. tenho outras cicatrizes, mas são outras histórias, pra contar depois. enquanto isso, conte-me como conseguiu alguma das suas.

13 comentários:

  1. que comedia! imagino sua mao deslizando na pista de gelo e batendo de cara! cicatriz minha? tenho na canela quando deixei a bike cair e a coroa toda pontiaguda me machucou. hj fica dificil de enxergar devido as tatuagens...

    ResponderExcluir
  2. hauhauahuahuh
    Q história hein!
    Eu jah quebrei meus dois dentes da frente, brincando com uns amigos perto de casa, cai de dente no chão, não fazia outra coisa a não ser olhar no espelho e chorar! huahuahuah

    Os q tenho hj são frutos de uma tecnologia dos dentes bem avançada, Fato: Possuo dente fake!

    ResponderExcluir
  3. A minha travessura foi sempre por dentro. Fui uma criança alegre mas não devo ter sido muito peralta. O máximo de cicatriz que me restou em 30 anos são algumas marquinhas de catapora na pele do rosto (risos)

    Adorei o texto! Eu adorava patinar no gelo, me deu saudade...

    Obrigada pela visita em meu blog!

    Beijos de luz,

    Aline***

    ResponderExcluir
  4. Já me machuquei também, mas nem gosto de me lembrar!
    Sou neurótica! hahaha
    Só de ouvir você contar, já me deu aflição!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Você sempre gostou de aventuras. Isso não é novidade. É muito bom não ter medo de nada e fazer o que desejamos.
    Gosto muito do jeito que vc encara a vida. Sempre que estamos juntos, nos divertimos muito, não é? beijos,
    mamae

    ResponderExcluir
  6. hum...eu tenhop uma cicatriz dentro da orelha...um dia cheguei em casa (eu era criança) e tinha chovido, porem a janela do quarto estava aberta...e eu como era uma garotinha prestativa, quis enxugar a água que tinha no chão...mas ai escorreguei e bati com a orelha na quina da cadeira... levei uns pontos e tenho uma pequena cicatriz....mas nem lembra em qual das orelhas que é...heheheh

    beijokas

    ResponderExcluir
  7. Putzzz Railer tu era arteiro quando era criança hein...kkk...

    Um abraço,

    JORGE CERQUEIRA

    ResponderExcluir
  8. Ahahahahah Railer, as cicatrizes são delícias que guardamos nas nossa pele somente para quando não fizermos mais artes, nos lembrarmos que um dia, fomos impossíveis e daí vendo as cicatrizes, como que um filme, passa na nossa cabeça... Estamos onde for, quando essas imagens nos vêm à mente, abrimos um sorriso dentro de nós mesmos e lembramos como tudo aconteceu e que nossa época foi muito louca e feliz!

    Eu tenho as minhas no joelho, e outra no cotovelo... Uma do joelho foi descendo de carrinho de rolimã... Capotei e pumba! Arranquei parte dele. akakakakakakka

    A outra, caí de bike... Chorei quietinha e me ajeitei, montei nela novamente e só mais tarde fui ver o estrago... Ele existe até hoje... Mas é suave agora...

    E por aí vai...
    As do coração são muitas...
    Da alma, um monte,
    na cabeça... dentro dela? Viche, perdi as contas... mas to aqui e quer saber? Adoro minhas cicatrizes...


    MUitos beijos, CON

    ResponderExcluir
  9. Tb ja aprontei muito... tanto q tenho marcas no joelho até hoje!

    []'s
    .
    .
    .

    ResponderExcluir
  10. Cicatrizes?!Sou Guinness Book nessa area!!Mas as mais importantes são duas, do lado direito e esquerdo da barriga!Dos dois transplantes renais que fiz!!Agora quero mais uma cicatriz, alguém??

    Huhuuuuu*

    ResponderExcluir
  11. Cicatrizes tenho algumas... mas a mais idiota que consegui foi realizando meus exercícios de canto. Alguns deles, os de respiração, costumam dar um barato que primeiramente estimulam o riso (rio de forma incontrolável) e depois a zonzeira...

    Não deu outra... depois de uma ou duas gargalhadas vi tudo rodar e caí de cara no chão...

    4 pontos na área do supercílio...rsss

    ResponderExcluir
  12. tragicomédia! Eu nunca caí sério, nunca tomei ponto e nem tenho cicatriz, talvez pq sempre tive cagaço de arriscar demais (principalmente depois de velho, rs), mas adoro patinar! Alias, hj percebi que a pista de gelo no Norte Shopping mudou de lugar, e agora está perto do kart. Nao sei se ficou maior, pq a antiga pista era bem ruim, mas em breve vou lá experimentar! Fica entao essa dica, ja que vc mora no Rio! abs

    ResponderExcluir
  13. cicatrizes... tenho uma coleção delas, além de desastrada (sou até hoje) era bastante levada! tanho muitas histórias, aproveitei cada instante da minha infância... muito bom!!!!

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas