sábado, 4 de abril de 2009

favelado milionário


o grande vencedor do oscar 'quem quer ser um milionário?' ('slumdog millionare'), realmente mereceu os oito prêmios da academia além de todos os outros prêmios que ganhou nos últimos tempos.

o filme é bonito, inspirador e mostra como a gente tem que acreditar naquilo que a gente quer, naquilo em que a gente sonha. ele foi comparado a 'cidade de deus', já que retrata a pobreza de um lugar, os conflitos sociais e religiosos, a exploração infantil e as consequências para as crianças que vivem essa realidade.

mas o filme fala de amor. amor entre os dois irmãos salim e jamal, amor deles com a pequena latika. amor de um povo por sua cidade, por dinheiro, por um programa de tv que dá um prêmio milionário. mas como um favelado estaria respondendo certo a todas perguntas desse show?

esse é o barato do filme. como cada momento da vida do pequeno indiano vai servir de pista para ele acertar cada pergunta e avançar no programa. tudo que ele passou na vida, que serviu para torná-lo quem ele é, vai ajudá-lo e mostrar que não houve trauma, mas sim superação das dificuldades.

claro que não vão acreditar nisso, chegando a torturá-lo para descobrir como ele está indo tão bem no jogo. e ele passa por isso mostrando que a dor física ali não é nada se comparado ao que ele já sentiu. só é estranho ele ficar calado depois, sem denunciar a tortura e agindo normalmente em frente ao apresentador.

mas isso não prejudica o filme. o garoto é perseverante e, aos poucos, vamos descobrindo como e porque ele entrou e segue no jogo. uma história sobre destino (ou coincidências?) que nos leva em uma viagem sobre um lado feio e triste da índia, mas que é passado de forma leve e colorida, nos fazendo torcer pelo final feliz.

e por falar em final, fique para assistir à já famosa dancinha do hit jay-ho,
canção ganhadora do oscar.

8 comentários:

  1. Realmente precisamos acreditar naquilo que queremos pois, se nem nós mesmos acreditarmos, como as coisas vão acontecer? Por si só?
    Acredito também que devemos buscar nossa felicidade.
    Avante sempre!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. gostei do filme...quero assistir,...hehehe
    e tb quero ficar milionária...quem não quer né?

    ResponderExcluir
  3. slumdog milionario é tudo !!!

    e agora com uma novela que fala da india, que me disseram estar passando ai no brasil, deve ter contribuido para colocar o filme ainda mais em evidência, não ?

    vou aproveitar para fazer uma propagandazinha do comentario que eu tinha feito no meu blog, ok ?

    http://edu-midnight-blue.blogspot.com/2009/01/slumdog-millionaire.html

    abraços ! ! ! :-)))

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo, obrigada por sua visita no meu blog.
    Gostei de te ver por lá!
    Lí seu artigo sobre o filme indiano e senti o mesmo que vc. Ele realmente é para cima, apesar dos mauuuuus carater que aparecem por lá, como o apresentador, e tantos outros. O menino JAMal, se sai muito bem com a experiência e vida, e tem classe até para sofrer a tortura que sofreu. Inteligente e limpo, ele vai bem até o final com eu amor maior pela linda indiana com sobrenome português na vida real. Enfim, filme que acaba tudo bem, com a dança linda da índia! Colorido, e cheio de alegria. Que bom se a vida fizesse dentro de cada pessoa, o efeito que fez em Jamal.
    Parabéns, um beijo e bom sábadão pra vc e um lindo domingo! Beijos, CON

    ResponderExcluir
  5. Pow, o pessoal tem falado muito bem do filme, vou ter de vê-lo pessoalmente se é tão bom assim...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Fique com Deus, menino Railer.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Num te falei Railer! Sabia q se ia gostar! O filme é realmente maravilhoso! Adorei a trilha sonora do filme tbm! Abçs!

    ResponderExcluir
  7. é um filme revelador com certeza! E torna-se especial justamente por vencer super produções de Hollywood e levar nada menos que 8 prêmios do Oscar. Demorei para assistir ao filme, mas finalmente consegui vê-lo, e gostei muito. Engraçado que logo no início, quando aparece o ator principal, comentei "nossa, esse garoto tem uma cara de bobo"... no final do filme, eu consertei: "não, ele não tem cara de bobo... ele tem cara de sofrimento. De alguém que sofreu muito na vida e chegou até ali, como um verdadeiro herói".

    ResponderExcluir
  8. Foi um dos melhores filmes de 2009.
    Não gosto muito de filmes muito comentados, cheios de prêmios.. Mas, dessa vez mereceu todo alarde.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas