domingo, 2 de novembro de 2008

o méxico e os mortos

este foi o final de semana dos mortos. sexta foi o dia das bruxas (halloween) mas aqui no méxico a cultura é festejar o dia dos mortos, que na verdade são dois dias: o primeiro dia de novembro, para os mortos 'niños' (crianças) e o 2 de novembro para os mortos adultos.

a relação deles com a morte é muito diferente. eles vão ao cemitério e fazem festa, eles brincam com a morte e até fazem rimas engraçadas jogando com ela e com os nomes das pessoas. a figura da morte ou 'la catrina' é um dos símbolos da festa e se apresenta como as figuras abaixo (inicialmente foi feita para zombar a alta sociedade).


em todos lugares são colocadas fotos dos mortos num altar com flores e oferendas, a comida que eles mais gostavam, caixões e bonecos de caveiras ou caveiras em forma de doces, chocolate ou açúcar. as calaveras ou calacas estão por toda a cidade, todas bem vestidas, festejando juntas (tem até noivas!).

todos ambientes são ornamentados, desde o shopping até a empresa em que estou, com a arte dos papéis recortados com motivos de morte, caveiras e cemitério (um trabalho tipo os que a lili já mostrou no blog dela, aqui). o bacana é que não soa macabro.


é costume também fazer um pão (pan de muerto) que é muito gostoso e simula ossos de mortos por cima. e as crianças se vestem de personagens como vampiros, chucky (brinquedo assassino), fantasmas e esqueletos e vem pedir 'caveirinhas' doces ou dinheiro (depende da classe social). vi bebês no colo das mães fantasiados de abóbora e também de diabo!

é a festa mais típica do país.
gostei de estar aqui nessa época!

Um comentário:

  1. Aprendi a lidar com a morte de uma maneira diferente também, desde que perdi subtamente minha irmã, minha mãe e meu pai, há 10 anos...
    Acho incrível a maneira como os mexicanos e os orientais, também, encaram a morte. É bem mais simples visto que é apenas um momento de transição.
    Que bom que você está tendo estas vivências incríveis, Railer. Outras culturas sempre agregam algo em nossas vidas.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas