quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

maratona oscar 2008

* Parte 1 - A maratona

domingo passei o dia estudando e efetuando tarefas domésticas. e, claro, correndo pra dar conta de fazer tudo e poder assistir tranquilo à cerimônia do oscar. tarde da noite lembrei que, por não ter mais a tnt no meu pacote de tv à cabo, teria que esperar pela boa vontade da globo.

fui para a internet e me loguei no site do cinema em cena para acompanhar a análise ao vivo de uns dos meus críticos de cinema preferidos: pablo villaça, de bh (não é porque sou mineiro também, o cara é realmente bom). ao mesmo tempo entrei no site da abc para acompanhar o oscar transmitido ao vivo online.

começou muito bem, mas de vez em quando caía a conexão do site. e, para piorar, estava com alguns minutos de atraso. então comecei a ficar confuso pois coisas que o pablo comentava eu ainda nem tinha visto e não tava conseguindo prestar atenção nos dois canais... resolvi novamente mudar para outro site que exibe transmissões de tv, o rapstorsnation (dica do pessoal do chat do cinema em cena que acompanhavam os comentários como eu).

a conexão estava ótima e tudo indo muito bem, sem quedas, mas continuava o mesmo atraso em relação aos comentários do pablo. foi quando alguém no chat anunciou que tinha começado a transmissão na globo e, portanto, continuei a ver a festa por lá, mais à vontade, sentado no sofá. na hora dos intervalos eu corria pro outro quarto, onde está o computador, para acompanhar as críticas do pablo villaça (muito melhor que josé wilker).

e assim fiquei nesse vai-e-vem a noite toda. ufa! a festa foi legal mas já vi melhores. em termos de premiações também foi bem justa e distribuída. achei bacana mostrarem os clipes com grandes momentos das outras festas, já que essa comemorava 80 anos.


* Parte 2 - Comentários

não gostei de 'a bússola de ouro' levar melhores efeitos visuais em cima de 'transformers' e também torci muito para o johnny depp ficar com o oscar de melhor ator que foi para o daniel day-lewis pelo filme 'sangue negro'. nas homenagens póstumas, não entendi por que não citaram o brad renfro, que morreu uma semana antes do heath ledger e cuja história já comentei aqui.

gostei muito de 'ratatouille' ganhar (merecidamente) o prêmio de melhor animação e 'falling slowly' (se apaixonando aos poucos) como melhor canção original pelo filme 'once' (que ainda não estreiou mas dizem ser muito bom). e marion cotillard confirmou seu favoritismo como melhor atriz por 'piaf - um hino ao amor' (ela realmente deu um show nessa biografia de edith piaf), filme que também ganhou melhor maquiagem.

entre as surpresas da noite, tilda swinton (a rainha branca em nárnia /o anjo gabriel em constantine) ganha como melhor atriz coadjuvante pelo filme 'conduta de risco' e a estreante diablo cody vence o melhor roteiro original por 'juno'.

'juno' é um filme que, apesar de estar fazendo muito sucesso, perdeu todas indicações ao globo de ouro e, no caso do oscar, ganhou apenas esse prêmio. a roteirista é uma ex-stripper que montou um blog, ficou famosa, escreveu este roteiro e conseguiu vendê-lo. no seu discurso, dedicou o prêmio a todos escritores (como ela é blogueira também, entendo que toda classe se sentiu prestigiada nesse momento).

o grande vencedor da noite, 'onde os fracos não tem vez', levou 4 oscars (melhor filme, diretor, roteiro adaptado e ator coadjuvante - o ator espanhol javier bardem), consagrando os diretores/irmãos joel e ethan coen.

6 comentários:

  1. Railer, eu de maneira geral achei os resultados do Oscar desse ano bastante coerentes. Não vi todos os filmes que estavam concorrendo no item "best movie", mas No country for olf men eu vi, e é muito bem filmado, muito bem feito ; resultado justificavel então. "Juno" é explêndido, um filme delicioso de se ver, e o fato de ele ter levado o de "melhor cenario" me agradou. Eu vi "La boussole d'or", amei (comprei a trilogia inteira para ler!) e também acho justo o prêmio. Sem querer ser chato, eu acho que você queria o prêmio para "transformers" de forma tendenciosa, pois você é algo da sua infância, tals... aquele lenga lenga todo. Eu me lembro de como você estava quando este filme estava para sair. Marion Cotillard, sem comentarios. Se ela não tivesse ganho esse Oscar, ninguém poderia ganhar esse ano. Eu me lembro de que, quando vi "la môme" (ja faz mais de 1 ano!), eu sai atonito do cinema, do tanto que ela me impressionou. Javier Bardem na pele do psicopata louco, uhauhauha... o prêmio ja era dele, perfeito ! Ele me da medo com aquela bomba de ar comprimido na mão. Finalmente, "falling slowly" é tão terna, tão linda que qualquer juri teria que premia-la... Once é um filme que me tocou muito.

    Bisous !

    ResponderExcluir
  2. hahahaha...fiquei imaginando vc correndo da sala pro quarto do pc, do quarto do pc pra sala, ai no apartamento!

    gostei dos seus comentarios a respeito dos filmes e dos atores.

    ResponderExcluir
  3. Já vi muito pouco de Tilda swinton mas adoro seu porte. Ela parece uma diva, não acham? Ainda não vi o filme mas estou curiosa com sua atuação. bjs

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da Tilda no Michael Clayton, achei merecido. Mesmo se houvesse alguma injustiça nos outros prêmios, ficaria tranquilo pois foi uma das poucas vezes que um filme que eu torcia ganhou o oscar de melhor filme.

    ResponderExcluir
  5. Acho legal você manter vivo esse lado “cinemaníaco”... Depois das flagrantes injustiças dos últimos dois anos eu desisiti de assistir a festa. O Oscar tenta, mas não consegue escapar de ser apenas uma grande propaganda de Hollywood, financiada pelos próprios estúdios onde o cinema americano olha seu próprio umbigo. Muito mais honesto é o globo de ouro que aliás, não se furtou de premiar a assombrosa interpretação de Madonna na época de “evita”.
    Entretanto, fiquei muito feliz por Tilda Swinton que também fez um excelente papel em “a praia” e já tinha recebido “meu” Oscar em 2001 no filme “até o fim” onde interpretou a mãe de um jovem gay. É dela, neste filme, a cena de beijo mais incrível e emocionante que já vi numa tela. Lembro de ficar pensando na história por semanas... Você já assistiu? O título original é “the deep end”.

    ResponderExcluir
  6. Acabei de assistir ao filme Juno e não achei lá essas coisas, na minha opinião não merecia ser indicado a nada... e um comentário relevante, é que desde que colocaram o José Wilker pra comentar o Oscar, eu parei de assistir pela Globo. Ele é muito chato!

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas