segunda-feira, 10 de agosto de 2009

mesmo ônibus

no aeroporto de garulhos, semana passada, a atenção das pessoas se voltou para uma mulher falando alto com as comissárias, de forma arrogante, e brigando pelo atraso do voo... parecia uma dessas mulheres que tem dinheiro ou um cargo importante numa empresa e acha que, por isso, pode tratar os outros como quer.

após a chamada para início do embarque, descobri que ela ia no meu voo. foi anunciada mudança de portão, pois o avião estava em algum lugar no meio da pista, longe da sala de embarque. isso significa que você precisa pegar um ônibus para chegar até à aeronave.

entrei neste ônibus e fui para a frente, perto do motorista. logo ele já estava cheio e saiu em direção ao avião. a tal mulher estava lá no meio e eu notei que ela e todas pessoas balançavam pra lá e pra cá, esbarrando umas nas outras.

então fiquei pensando como aquele ônibus iguala as pessoas. não importa quem você é, se tem dinheiro ou cargo importante, você vai junto com todo mundo e tem que se segurar firme para não cair. se ela se sentia superior a alguém, ali era igual a todos.

que bom seria se ela tivesse consciência disso. talvez nas inúmeras viagens que ela fizer, em algum momento, esse ônibus acabe ensinando algo para ela. aprender sempre é bom, ainda mais quanto o assunto são relações humanas.

16 comentários:

  1. No mínimo, alguma mal comida... simples assim...

    hahahahhahahahah

    ResponderExcluir
  2. Com certeza ela percebeu que é igual a todos que estavam ali, pendurados... Ela viu que não tem nada de melhor que ninguém. (espero)
    Isso é muito triste. Por isso que muita gente é infeliz e não sabe o porquê.
    Ter dinheiro ou um cargo importante não te dá direito de humilhar os outros. É tão feio uma pessoa alterada, mal educada.

    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Em todo lugar você encontra esse tipo de pessoa que quer ser mais que as outras.Mais no fim descobre que é igualzinha a todo mundo.
    Adooorei a moral ^^
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Ela não é melhor do que ninguem!
    Aliás... o que mostrou é ser pior que os outros.. se tem tanto dinheiro, não tem um pingo de educação e isso a torna mil vezes inferior..
    Odeio quem usa do status para ser alguém...

    Prefiro quem use da educação, da ética e do carater!

    êta mundinho de caras rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  5. E depois todos vamos pro mesmo saco! Belo texto! Abraço

    ResponderExcluir
  6. Opa! Boa tarde.

    Primeiramente, agradeço o seu comentário feito n'O Cão Ocidental ontem e vim checar o seu blog.

    Pego o ônibus para ir trabalhar todos os dias e ele sai de um bairro universitário logo (univ. particular), muitos ali são pessoas metidas a besta.

    Pra mim, pegar coisa é ônibus de pobre porque quem tem mais dinheiro pode muito bem fazer o seu caminho de carro. É maneira de demonstrarem um pouco dessa arrogância é sentando-se no banco próximo ao corredor e deixando o da janela vazio. Daí o sujeito deixa as pernas todas esticadas. Isso intimida de certa forma as pessoas de se sentarem no lado (vai que está guardando lugar pra alguém?).

    Eu faço questão de sentar no meio desse tipo de gente que "comanda" o seu banco no ônibus. Se não ouve o meu "com licença", vou empurrando mesmo e dando cotoveladas "acidentais" no meio do caminho.

    Educação é bom e eu gosto. Não importa se a pessoa é mais simples ou "superior".

    ResponderExcluir
  7. Bom!
    Muito bom post!
    Tem gente que realmente se acha melhor que os outros!
    E tem muita gente assim!
    As pessoas ficam admiradas porque, graças a Deus, não tenho problemas no meu trabalho, e sempre digo que é porque trato as pessoas como são: gente como a gente, independentemente da posição que ocupo!
    É questào de respeito!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Disse muito bem no post. Todos somos iguais, não importa o tanto de bens que temos ou não.

    Mas que essa mulherzinha deve ter sido irritante não podemos negar heim. Ai vontade dava de dar um tabefes, rss.

    Railer, valeu pela visita rapaz.
    Aparece sempre lá pelo blog.
    estou te seguindo aqui já
    abraçooo

    ResponderExcluir
  9. O que mais iguala as pessoas é o fim igual para todos. Talvez a consciência que na morte não há os preferenciais ou a exclusividade de ninguém é o que falte para essas pessoas. Não penso no mal delas de forma nenhuma, só penso que quem se "sente" não sabe que na vida somos todos iguais quanto ao fim, independente do caminho que seguimos. E acho mais geralmente essas pessoas são as que mais se sentem sozinhas e precisam de um colo mas se mostram arrogantes por medo.

    ResponderExcluir
  10. ow, se aparecer por aqui em sp me da ideia pa gente encontrar! um restaurante, teatro ou mesmo barzinho so pa gente trocar ideia mesmo e eu poder te rever!
    []s

    ResponderExcluir
  11. Nesta ida não se leva nada.
    temos que viver o hoje e bem vivido.
    Estas pessoas como a madame do ônibus, é uma pobre coitada, dee não ser nada e julgar-se muito importante para os desconhecidos. Que pena?
    Sua postagem foi ótima pois infelismente existe muita gente assim.aida bem que pensamos bem difernte, pois temos que ser e não ter.

    Um beijos mamãe

    ResponderExcluir
  12. Ainda assim yalvez ela nem aprenda.
    Pessoas assim costumam ter quedas feias, Railr.


    ;*

    Ps: numa dessas suas viagens rápidas.. Se vier pro lado da minha terra, meligaboy!
    hahahaha

    ResponderExcluir
  13. Espero que esta mulher arrogante tenha aprendido...
    Outra coisa que todos devem aprender, seja ela rica ou pobre, todos um dia iremos para o mesmo lugar...
    Agora não me lembro muito bem, eu acho que o nome dele era ALEXANDRE O GRANDE, em que dizia no Testamento dele que quando ele morresse que era para deixar as mãos dele pelo lado de fora e que as riquezas dele (ouro e prata) que era para espalhar pelo caminho por onde iria passar o funeral dele, ou seja as mãos deles para o lado de fora é que queria dizer é o seguinte que muitos nesse mundo trabalham, trabalham e ficam ricos e quando morrem não levam nada...
    Bom final de semana.
    Um abraço,
    JORGE CERQUEIRA
    www.jmaratona.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. hauahuahauh e na cova então Railer!!! Ai mesmo q não temos diferença nenhuma somos todos pó! Abçs!

    ResponderExcluir
  15. Engraçado, pois ter mais dinheiro não tem uma relação direta com a sabedoria da pessoa...

    Pois se o mais ricos fosse mais sabios, talvez estaria num mundo melhor.

    Fique com Deus, menino Railer.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  16. Lembra do Benjamin Button? as trajetórias são diferentes, mas o final é sempre igual prá todo mundo. Comendo grama pela raiz, hehehehe...

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas