sexta-feira, 13 de junho de 2014

brincar de boneca

em recente matéria, a excelente revista vida simples fez a seguinte pergunta: 
menino pode brincar de boneca?

a questão dos brinquedos 'sem gênero' é algo que tem sido bastante discutido, mas que ainda esbarra no preconceito dos pais, que insistem no padrão 'rosa pra menina' e 'azul pra menino'. mas será que eles já pararam para pensar por que só as meninas têm que ganhar fogãozinho ou vassourinha? 

muitos meninos serão pais um dia ou vão cuidar de um irmão mais novo ou qualquer outra pessoa. por que então não ensiná-los desde cedo a ter mais atenção e serem mais carinhosos? o mesmo vale para as tarefas domésticas, que devem ser responsabilidade de todos, não só as mulheres.

fica aí uma boa dica para você que tem filho pequeno. muitas coisas podem ser ensinadas. 
a igualdade é uma delas.

6 comentários:

  1. Como professor, apoio totalmente! É assim que criamos um mundo melhor.

    ResponderExcluir
  2. mas eu acho que vem existindo uma evolução nesse ponto.

    conheço vários pais abertos à esse tipo de crianção.

    ResponderExcluir
  3. Ótima dica!!

    Na medida do possível tenho incentivado parentes e amigos mais próximos a exercitarem isso e tem funcionado mesmo!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Esse negocio de rosa para meninas e azul para meninos, já ta fora de moda.Agora é tudo junto e misturado.

    BLOG | FAN PAGE | INSTAGRAM | YOUTUBE | ORKUT

    ResponderExcluir
  5. Divisão de brinquedos de gênero acho errado... A criança tem que brincar com o lhes convém. E também apoio a ideia de que todos tem que ser preparados na infância caso precisem cozinhar e amar...
    Fogãozinho de brinquedo pra todos!!

    ResponderExcluir
  6. 'rosa pra menina' e 'azul pra menino' é tão last season, nzé?!? quisera ser pai (ou pãe) pra subverter essas caretices... hehehe!

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas