quarta-feira, 28 de maio de 2014

quase normal


brad é homem de 40 anos, gay e solteiro, professor de uma universidade e que só queria ser 'normal'. então um dia sofre um acidente e acorda numa outra realidade: está de volta aos 18 anos, mas numa sociedade onde o normal é ser gay e os héteros são discriminados.

esta é a questão que será tratada no filme 'quase normal' (almost normal, 2005), que vi recentemente e achei bacana. não é um filme excelente, as atuações não são tão boas, a própria filmagem deixa a desejar. mas a proposta é bacana e bem interessante. 

os casais gays andam tranquilamente nas ruas, namoram nos corredores da escola, na biblioteca, se beijam e fazem piadinhas com os héteros. já estes sofrem preconceito, precisam esconder seus desejos, seus olhares e só conseguem se sentir mais à vontade quando vão a algum 'bar hétero'. 

olhar as coisas de outro modo e se colocar no lugar do outro pode ajudar a diminuir o preconceito e a intolerância. além disso, ver a situação invertida mostra como nossos valores e julgamentos são muitas vezes errados, por causa da sociedade e do que é considerado certo e 'normal'. 

como um dos personagens diz: 'o momento em que você aceita que é diferente é quando você se torna normal'. boa dica de filme pra ver com a família. e viva a diferença!


8 comentários:

  1. quando eu vi tambem achei esse filme uma ótima ideia, mas a qualidade da produção me desestimulou muito. filme muito mal feito.

    :/

    ResponderExcluir
  2. Uma escola onde Hétero é discriminado? Preciso ver o desenrolar desse filme, e rápido.

    BLOG FAN PAGE INSTAGRAM YOUTUBE

    ResponderExcluir
  3. @antonio, mas dá pra ver sim.

    @aleks, é um filme bem legal.

    ResponderExcluir
  4. Realmente a proposta é bem legal !

    Vou ver se consigo ver !

    Valeu a dica ! Abraço !

    ResponderExcluir
  5. Hahaha! Que bacana essa idéia! Conferir eu vou! Hugz!

    ResponderExcluir
  6. gostei da sinopse, vou buscar o filme!

    dentrodabolh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. não asssiti o filme, mas parece ser uma bobagem deliciosa, que deve render muitas risadas!

    ResponderExcluir
  8. A função das artes é mostrar essas coisa utópicas, provocativas. A pergunta é, será que causa mesmo impacto aos direcionados?? Tenho minhas dúvidas! Mas, tá valendo!
    Abração

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas