terça-feira, 24 de janeiro de 2012

menos um cliente

comprei um chocolate da kopenhagen pra uma amiga, mas descobri antes de dar o presente que ela não gostava de marshmallow. voltei à loja pra trocar por algum outro chocolate já que a embalagem estava lacrada e descobri que eles não fazem troca. normas da empresa.

perguntei se o procon sabia disso, então ela apontou uma plaquinha minúscula e ridícula que fala disso, alegando que ao sair da loja não há como constatar que o produto foi guardado nas condições ideais de temperatura e blá blá blá, não sendo possível revendê-lo.

a gerente estava perto e veio se juntar à conversa, falando da qualidade do produto. por um lado, por ser alimento, existe sim uma preocupação, mas a loja deveria fazer a troca e optar por revender ou não. além disso, além da plaquinha eles deviam falar isso para quem compra.

a concorrente cacau show efetua trocas sem problemas, desde que a embalagem não tenha sido aberta. e a qualidade é tão boa ou até melhor que a kopenhagen, que alega ser superior mas já caiu muito.

entrei no reclame aqui pra falar disso e, pra minha surpresa, já tinha um monte de gente comentando a respeito da empresa, desde trocas a mau atendimento.

enfim, não fiz a troca e também não compro mais nada lá.

15 comentários:

  1. na verdade essa política de troca não é ago obrigatório, mas que algumas lojas fazem por bom senso e até para garantir a volta dos seus clientes, visto você que não voltará mais por não ter conseguido efetuar uma troca

    ResponderExcluir
  2. eu a cho o cumulo uma loja nao fazer trocas, seja o tipo de mercadoria que for, se nao for violada a embalagem e um direito do cliente trocar ne,,,por isso que essa loja aqui na minha cidade vive as moscas, ta explicado porque, bjs

    ResponderExcluir
  3. eu a cho o cumulo uma loja nao fazer trocas, seja o tipo de mercadoria que for, se nao for violada a embalagem e um direito do cliente trocar ne,,,por isso que essa loja aqui na minha cidade vive as moscas, ta explicado porque, bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu concordo em partes com eles não trocarem o produto, já que realmente eles não tem como saber formas de condicionamento... eles optam para não perderem a qualidade do produto em si! Por outro lado eles deveriam fazer alguma coisa para que o cliente saísse satisfeito da loja.
    Concordo que o tal chocolate já foi melhor e por esse motivo prefiro comprar chocolates mais baratos e que na minha visão e no meu paladar são melhores, como os da Munik!

    =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Concordo com o pessoal acima e sugiro que entreguem, junto ao cupom fiscal, um cartão (que sai baratinho), comunicando sobre acondicionamento do produto e não efetuação de trocas.

    Já em relação ao atendimento, por mais treinamento que uma empresa faça, atender outra pessoa é complicado, quando o funcionário não deseja fazer isto. Aí, cabe à empresa investir em plano de incentivo.

    São medidas tão simples para alavancar vendas e minimizar reclamações e os gestores fingem não vê-las.

    E para fechar o comentário, não vejo valor em um chocolate Kopenhagen.

    ResponderExcluir
  6. A troca nesse caso seria realmente por cortesia da loja, pois eles não têm a obrigação de trocar se não há nenhum defeito. Ainda mais se tratando de um produto para o consumo. Realmente é uma questão de política da loja e a Kopenhagen sempre foi metida a besta mesmo.

    ResponderExcluir
  7. isso deveria, ao menos, ser bem explicado ao cliente ANTES da compra... Brasil e a maneira como os consumidores são tratados... hoje uma atendente de telemarketing da editora globo me chamou de vaca no telefone... é mole?! vou entrar no reclame aqui tbm... tsc tsc tsc...

    ResponderExcluir
  8. Também concordo que esse é o tipo de coisa que deve-se manter bem visível na loja. Chocolate é uma coisa que a gente realmente não tem muito como garantir que não vai derreter, por ex, após a venda. Trocar teoricamente seria dar um novo produto de graça.

    E de fato, as lojas dessa franquia aqui pros lados de Nikiti City também vivem entregues as moscas...

    Beijo Railer!

    ResponderExcluir
  9. Acho que não se trata exatamente de uma obrigação da loja... Mas, vamos combinar, se uma loja do calibre da kopenhagen, cujo publico alvo costuma ter condições financeiras melhores, não ACEITA troca, eles estão pedindo para perder o cliente. Em uma loja em que se paga um preço bem acima da média por um chocolate exatamente devido a qualidade não só do produto mas também do atendimento deixa a desejar com esse tipo de atitude... E depois, perder 1 produto em uma troca provavelmente não vai nem fazer cócegas no lucro do dono da franquia, eles tem muito mais a perder ao construírem uma imagem de empresa que não troca o produto...

    Faz bem em não comprar mais lá...

    Um abraço, Railer... Até o próximo

    ResponderExcluir
  10. O problema dessa e de muitas empresas é que elas tratam os clientes como se aquela fosse a única venda que elas irão fazer a ele. Por exemplo, te seduzem, te atendem bem, oferecem vantagens e então você compra. Na hora que você pagou, elas esquecem que você continua sendo um cliente em potencial e aquela gana para vender pra você não é nem de longe a mesma para atender quando você já comprou ou quando o produto apresenta algum problema ou desagrada.

    ResponderExcluir
  11. Eu, pelo menos, não vejo problema em trocar um chocolate sendo que ele ainda estava lacrado. Qual o problema? Daria para revender da mesma forma, oras!

    ResponderExcluir
  12. Eu também não compraria mais da marca, nessas condições que você descreveu.
    Ridícula postura.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Eu curto o site "reclame aqui", detona qualquer empresa.
    Valeu por ter mostrado esse problema, ciente disso, irei passar longe dessa marca..
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  14. Congratzzzz, meu caro!
    Tem que clamar por seus direitos - sempre! Hugz!

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas