sexta-feira, 6 de maio de 2011

união homoafetiva

ontem o superior tribunal federal aprovou a união estável entre gays, garantindo a todos homossexuais os mesmos direitos que hoje são dados aos heterossexuais. nas redes sociais, milhares de pessoas se manifestaram e a tag #uniaohomoafetiva está bombando no twitter.

claro que tem muita coisa ruim e feia escrita, opiniões de mau gosto, ofensas e ataques desnecessários. comentários que deviam causar vergonha a quem os escreve, por difundirem preconceito e ódio muitas vezes por ignorância e medo da palavra gay. porque dois homens ou duas mulheres juntos incomoda quem não tem a ver com isso?

além disso, há aqueles que colocam a religião no meio, como forma de argumentar decisões desse tipo e nem devem saber o que significa estado laico. respeito todas religiões, mas não tenho paciência com gente que não abre a cabeça, aceita tudo, não questiona e acha que a verdade está num livro e, ainda mais, acha que esse livro foi escrito por mãos divinas e não humanas.

mas o importante de tudo é que o brasil fez história e deu um grande passo na luta a favor da igualdade entre as pessoas. saiba aqui o que muda.

não trate ninguém diferente porque ele/ela ama alguém do mesmo sexo.
respeite, é mais humano.

14 comentários:

  1. Acho que cada um faz suas próprias escolhas e ninguém tem nada a ver com isso!

    =)

    beijãooo

    ResponderExcluir
  2. Falou tudo, meu amigo. E a Aline tb.

    Torçamos agora pela criminalização da homofobia.

    Abração, ótimo fds pra vc!

    ResponderExcluir
  3. e um pequeno passo , mas ja ta dando certo, pior que a discriminação ainda acho a intolerancia. nao consigo entender como uma pesssoa pode agredir a outra so porque ela tem opiniao ou gosto diferente, agora e esperar que mude a cabeça das pessoas tb. bjs

    ResponderExcluir
  4. "Toda pessoa tem direito de constituir família, independente da orientação sexual ou identidade de gênero."

    Esse comentário do Ministro Celso de Melo resume bem o que eu penso sobre o assunto. Sou a favor da união homoafetiva não por ser gay. O que me deixa feliz é saber que terei direitos iguais aos iguais a mim.

    É isso!
    Belo post!

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  5. AMEI O TEXTO QUE ESCREVEU SOBRE OS GAYS. AINDA TEMOS MUITAS PESSOAS QUE RESPEITAM E AMAM A TODOS SEM DISTINÇÃO.
    BEIJOS, VOCE É A PESSOA MAIS IMPOTANTE EM MINHA VIDA.

    MAE

    ResponderExcluir
  6. Fiquei mto feliz com essa decisão. Trata-se da garantia dos direitos fundamentais e da igualdade de todos perante à lei.
    Isso sem falar na quebra do tabu!

    Agora falta a legalização da maconha, outro tabu mal resolvido pela sociedade!

    ResponderExcluir
  7. Para uma país como o Brasil, repleto de preconceito velado e conservadorismo, isso já é muita coisa.

    O que falta agora é educar a atual e as futuras gerações a respeitar as diferenças. O preconceito começa pela falta de conhecimento.

    Vou escrever sobre o tema e sobre a laicidade do Estado no meu próximo post do CBI. Você está convidado a ler - e comentar - quando eu lançar, daí retorno aqui e aviso. :)

    ResponderExcluir
  8. Esta é, sem dúvida, uma grande vitória não só dos gays, mas de todo o povo brasileiro (e até do resto do mundo, que a partir de agora tem mais um país como exemplo de respeito e igualdade).
    Num mundo onde muitas minorias ainda têm suas vozes silenciadas à força, o Brasil mostra que segregação e diferença são sinônimos de atraso moral e cultural.
    É claro que é apenas um começo e muito ainda há para se fazer/mudar, mas o STF fazer o general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho engolir suas palavras, é um começo e tanto! (folha online 06/05/11 Cotidiano)

    Gde abc, Hélio.

    ResponderExcluir
  9. Oi Railer, tudo bem?
    Menino, esse foi um passo importantíssimo dado. Sobre o preconceito, esse tipo de gente, não passam de pessoas ignorantes, pequenas, vazias.
    Abraços menino

    ResponderExcluir
  10. Meu amigo, palavras muito bem usadas. Se as pessoas se respeitassem mais, o mundo seria bem diferente... e melhor! Beijos, Eléo.

    ResponderExcluir
  11. O judiciario nao fez mais que a sua obrigacao, o Estado de direito ha muito tempo trabalha atrelado a seguranca, apenas consolida a opiniao publica predominante. Nao desmereco a decisao, por contrario, comemoro, no entanto a construcao de um valor social tambem deve ser estimulada juridicamente. Em outras palavras, carimbaram o que ja esta socialmente trabalhado pelo povo.
    Ate quando um valor social democratico sera imposto atraves de uma sentenca?
    Desenvolver o conceito de cidadania e trabalha-lo com a populacao e o que precisamos.
    Uma opiniao das muitas que devastam meu cerebro.
    Abracos.

    ResponderExcluir
  12. É isso aí, Railer! Se nós, gays, temos deveres como cidadãos, também temos que ter direitos. Igualdade é a palavra de ordem. Parabéns pelo excelente blog. Tô seguindo... Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi Railer,
    Acho que foi uma grande vitória, que poderá também abrir prescendente para outros direitos . Infelizmente nossa sociedade ainda é preconceituosa, mas de uma forma "velada". Muitas pessoas dizem que não tem preconceito sobre opção sexual, mas muitas delas agem de forma contrária, fazendo piadinhas, comentários maldosos ou simplesmente se afastando para não criar vínculo com o suposto "gay", pois isso poderia "pegar mal". Ainda temos um grande caminho a percorrer para que a sociedade entenda de vez que optar por ter um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo não faz de ninguém pior nem melhor que outro, é uma pessoa como qualquer outra buscando sua felicidade.

    ResponderExcluir
  14. valeu pelos comentários, pessoal.

    thales, só corrigindo, não é opção e sim orientação.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas