segunda-feira, 20 de outubro de 2014

novos rumos

2014 está sendo um ano de mudanças. muitas coisas inesperadas aconteceram e estão acontecendo.

pessoas com quem eu esperava contar me decepcionaram ou desapareceram. pessoas com quem eu não contava me apoiaram e me surpreenderam. assim é a vida, cheia de surpresas e coisas inesperadas. algumas boas, outras ruins, mas todas com algo a nos ensinar.

passei um período de alguns meses sem emprego, fiquei nervoso e estressado. tão tenso que travei pescoço, ombros e costas, ajudando a piorar uma hérnia. percebi que precisava me tranquilizar e ter calma, inclusive para perceber as oportunidades.

resgatei a atividade de dar aulas particulares de inglês para amigos e também arrumei um trabalho freelancer temporário com uma empresa da copa do mundo. durante os jogos eu trabalhei enquanto a maioria curtia, mas sempre procurando algo na minha área (tecnologia).

mantive a fé e a esperança. procurei me espiritualizar mais e pude contar com pessoas maravilhosas que me ajudaram de todas as maneiras, principalmente com palavras de carinho e incentivo.

o melhor de tudo foi que amadureci. esse período me ensinou que a gente não pode ter o controle de tudo, que é preciso sabe lidar melhor e com mais tranquilidade quanto as coisas fogem do nosso alcance. além disso, aprendi que a gente precisa arriscar e tentar novos caminhos.

enquanto isso tudo acontecia eu também investia num novo projeto na minha área (através das propostas que ajudei a escrever e que se seguiram de atualizações de documentações necessárias). algo que poderia dar certo ou não, mas que foi feito com bastante cuidado. 

aprendi nesse meio tempo que entre o 'plantar e colher' existe o 'regar e esperar'.
então chegou a hora da colheita.

[continua...]

12 comentários:

  1. Pow, que bacana, não sabia que você é teacher...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Tirar o melhor das coisas "inesperadas" é uma arte! E tu - meu nobre amigo - é um artista. Em todas a extensão da palavra! Quem sabe aprender com as imposições da vida sempre anda pra frente!

    E comigo tu sempre podes contar! Inclusive eu #supertecontratava pra umas "aulas particulares". Não de inglês, claro. Hahahahahahahahahaha!

    Welcome back! Saudades de ver esse blog andando!

    ResponderExcluir
  4. eu ja estou cansado de regar e esperar...

    voltei a blogar
    publicidadecinemaeafins.wordpress.com

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Hey ! Que coisa boa ! Que bom que apesar das travações e tudo mais vc saiu mais fotalecido e que as coisas deram certo !

    Abração !

    ResponderExcluir
  6. @ro fers, na verdade não sou professor, mas professor particular, pra ajudar quem precisa. algo que também me ajuda tanto na questão financeira quanto também no aprendizado e manutenção do idioma.

    ResponderExcluir
  7. @fred, obrigado pelas palavras. aula particular de que matéria? teoria ou prática? hahahaha
    saudades meu amigo!

    @serginho, não desista!

    @marcos, valeu meu camarada!

    ResponderExcluir
  8. Fico feliz que a fase mais ruim tenha passado, espero que as coisas continuem melhorando! abs!

    ResponderExcluir
  9. Railer! #Prestatenção, guri!!! E eu lá sou homem de querer aula "teórica", meu filho! Quero é prática! E de anatomia! Hahahaha! ;)

    ResponderExcluir
  10. @hhp, também espero!

    @fred, combinado! hahahah

    ResponderExcluir
  11. railer,

    sinto por voce ter passado por um periodo ruim. Só hoje li esse post. Tenho me afastado um pouco do blog e por consequencia..das leituras. Me senti em falta contigo. Podia ter dado uma força...sabe como é, uma palavrinha sempre nos empurra. Mas..., feliz agora por voce. Sei que se mudou e esta de novo na estrada, na luta.
    2014 também foi estranho comigo.... foi bom...foi ruim...foi solitário. Enfim, um ano que não acabava nunca... essa era minha sensação.

    Boa sorte esse ano railer... que bons ventos o guiem.

    abraços

    ResponderExcluir
  12. oi @margot, só de você ter vindo aqui ler e ter deixado esse comentário me fez muito bom. obrigado pelo carinho.

    realmente o ano foi estranho. gostei da sua definição.

    boa sorte pra nós! =)

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas