quarta-feira, 12 de março de 2014

me adiciona?

uma conhecida apresentou o novo namorado à família num jantar. no dia seguinte, todos mandaram convite do facebook para o garoto e começaram a fazer parte da rede dele. fiquei pensando nesse tipo de intimidade virtual. acho que isso é muito parte da cultura do brasil.

para mim, a rede deveria ser usada para que você tenha contato com quem você realmente conhece.
e se esse novo namorado não durar? as pessoas ainda vão ficar mantendo com ele? 

e se ele não aceitasse os convites, como já vi acontecer, as pessoas iam se ofender e achar ruim? 
essa questão de adicionar ou não alguém à sua rede é algo muito pessoal.

já vi também gente se queixando de que ninguém curtiu determinada postagem no facebook ou que compartilharam algo, mas não curtiram aquilo! qual o problema?

as pessoas precisam relaxar mais quando o assunto é o mundo virtual. amizades podem existir mesmo se não existir facebook. as pessoas gostam umas das outras e curtem o que as outras fazem (ou não) independente de ter onde clicar pra demonstrar isso. 

até aqui mesmo no blog vejo que o fluxo de gente lendo é maior que o de gente comentando. claro que eu queria que todos comentassem as postagens, mas isso é algo que vai de cada um, do assunto, algo que não se cobra, mas se conquista.

assim, antes de cobrar de alguém que curta algo ou que te adicione, dê motivos para que a pessoa faça isso. quando você menos esperar, você é quem será contemplado com um convite ou com um joinha. ;-)

10 comentários:

  1. O FB é como uma droga pro nosso narcisismo. A gente tem que aprender a controlar ou a dar o devido valor (menor do que a maioria das pessoas pensa).

    Volta e meia eu apago o meu perfil, crio outro e só adiciono gente que eu gosto. Mas ao longo do caminho aparecem uns pidões e eu não sei dizer não. E o ciclo se repete. Fato é que FB não é minha rede social principal.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Questões do mundo moderno! Mas desde que muitas pessoas começaram a "colecionar" amigos, tornou-se como essa caça ao amigo.

    Isso é uma questão interessante e delicada...

    Abração!

    ResponderExcluir
  5. Eu aos poucos estou eliminando minhas redes sociais. Ainda mantenho o Facebook porque muitas coisas do trabalho são resolvidas por lá, mas mesmo lá tenho todos os feeds cancelados, e não saio adicionando todo mundo que me pede. Esse caso dos namorados que você citou principalmente, não adiciono mesmo. Mais de uma vez deu problema, deletei a pessoa, e ela chiou.

    ResponderExcluir
  6. isso é pura verdade. As pessoas se conhecem um dia, no próximo já tem face. Outro dia, recebi um casal de amigos do Sul aqui no Rio. Logo depois que eles retornaram, recebi convite no face de parentes deles que nunca vi. Achei surreal. abs

    ResponderExcluir
  7. Embora eu não tenha rede social por não gostar bacana as pessoas futricarem na vida alheia eu concordo com seu ponto de vista.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Acho que as pessoas levam demasiado a sério o facebook. Fazer "amizades" ficou fácil e as pessoas confundem conhecer com amizades. É sintoma do mundo virtual que vivemos, mas viver fora da internet é bem mais interessante e salutar. Há muita gente que fica chateada só porque é "desamigada" do facebook. É um ultraje. Embora as pessoas tenham que perceber, que só se dará importância, a quem tem de facto importância.

    ResponderExcluir
  9. No meu FB a regra é clara: quanto menos gente melhor... hehe! E juro que ando coma preguiça dele...zzzzzzzzzzzzzz! Hugz!

    ResponderExcluir
  10. Complicada mesmo essa questão de ego no FB !
    Ele é um canal legal pra encontrar amigos que normalmente vc não encontraria.
    Mas ando tentando dar a menor importância possivel a ele ...

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas