segunda-feira, 9 de setembro de 2013

evolução robótica

terminei recentemente de ler este incrível livro - que já inspirou um filme de mesmo nome - e que foi escrito por isaac asimov, considerado um dos principais autores de ficção científica.

'eu, robô' reúne nove histórias sobre a evolução dos robôs e sempre envolvendo a personagem susan calvin, robopsicóloga e figura respeitada na área.

vamos conhecer um robô mudo e babá de uma criança, um robô com aparência de bêbado, um robô que tenta se esconder entre outros de seu tipo, um robô que lê mentes, outro descobrindo a religião, até um bem mais complexo chamado cérebro, entendendo assim como a interação do homem e da máquina foi sendo estabelecida.

asimov se tornou muito conhecido por sua incrível imaginação e a criação das famosas três leis da robótica, que servem para manter a ordem, preservando os humanos e também os robôs.

  • primeira lei: um robô não pode ferir um ser humano ou, através da inação,
    permitir que um ser humano seja ferido.
  • segunda lei: um robô deve obedecer ás ordens dadas por seres humanos,
    exceto se tais ordens entrarem em conflito com a primeira lei.
  • terceira lei: um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção
    não entre em conflito com a primeira ou a segunda lei.

as histórias no livro sempre vão nos fazer pensar melhor sobre essas leis e o que pode estar errado com cada um dos robôs que vamos conhecendo. asimov foi um dos pioneiros em retratar os robôs como seres pacíficos e que vieram para auxiliar a humanidade, não sendo preciso temê-los.

tudo que ele previu caminha para se tornar realidade, dados os avanços da informática, internet e até mesmo da robótica. atualmente há robôs sendo construídos e, quem sabe, logo não estarão dentro de nossas casas.

enquanto isso, recomendo a leitura desse mestre da ficção.

8 comentários:

  1. Eu acho muito interessante como pessoas como o Asimov, conseguiram vislumbrar tão bem esse futuro que mesmo para nós, anos depois, ainda não de todo realidade.

    Em 1941 ele criou o termo robótica e mesmo hoje, ainda estamos batalhando para criar as coisas que ele falava...

    Com certeza é um livro muito instigante.

    Abração e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Sempre cresci ouvindo meu irmão falando desse livro e das 3 leis.
    E uma curiosidade: o termo "Robô" vem do russo (e outras línguas eslavas) e significa "Servo" ou "trabalhador".

    ResponderExcluir
  3. Ja ouvi falar de Asimov, mas não conheço nada dele. O filme sim, ficou famoso e as tres leis da robotica, também.
    Estranho como elas nos fazem refletir sobre nós mesmos... são aplicaveis a nós, seres humanos...

    beijos railer.

    ResponderExcluir
  4. É um dom estranho o dos escritores de ficção científica!
    De Julio Verne a Asimov , todos conseguiram prever o futuro com uma precisão quase cirúrgica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. @latinha, é instigante e fácil de ler. recomendo!

    @daniel, obrigado pela colaboração.

    ResponderExcluir
  6. @foxx, pode-se dizer que sim...

    @margot, você tem razão. elas podem ser vistas por este outro lado.

    @jose antonio, é o que você falou mesmo, um dom.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas