quarta-feira, 6 de março de 2013

em boa companhia

quando eu vim de minas gerais para morar no rio muitos anos atrás, eu não conhecia a cidade e nem conhecia ninguém aqui. o início não foi fácil, mas eu segurei a barra pois sabia, como já tinha acontecido em outros momentos de minha vida, que a parte ruim era uma fase passageira, uma questão de adaptação.

eu morava num quarto alugado no apartamento de uma senhora no bairro do catete. um quarto maneiro, com cama, guarda-roupa e até tv. quando chegava o final de semana, eu tinha duas opções: ficar dentro de casa sozinho (e muitas vezes desabar) ou sair pra conhecer a cidade e, quem sabe, outras pessoas. optei pela segunda.

eu também precisava ocupar a cabeça pra não me sentir triste pensando na família ou amigos que estavam longe. assim, eu fazia tudo sozinho e fui aprendendo a não depender de ninguém pra ir ao teatro ou cinema, por exemplo. no meu caso, se eu fosse depender de alguém pra fazer alguma coisa então eu não ia fazer nada.

com o tempo também me matriculei numa academia, em cursos diversos e assim fui fazendo amizades e aprendendo a andar na cidade e a gostar mais daqui (antes que digam qualquer coisa, mesmo tendo muitos anos de rio, sou mineiro e ainda tenho sotaque! rs).

claro que é melhor ir acompanhado com amigos ou namorado quando se vai a algum evento, mas se não for possível, também não vale perder oportunidades. viajar sozinho, por exemplo, é uma experiência legal, pois você se obriga a conversar com as pessoas e, assim, pode conhecer gente nova.

nunca deixe de fazer nada de que realmente gosta por estar sozinho.
saiba apreciar sua própria companhia e veja como isso é incrível.

12 comentários:

  1. Faço muitas coisas sozinho, até gosto as vezes.

    ResponderExcluir
  2. "saiba apreciar sua própria companhia e veja como isso é incrível."

    não gosto dessa expressão, pq nela está implicada de q quando vc prefere a companhia das outras pessoas é pq vc não gosta da sua. eu gosto da minha companhia, mas sinto falta de conversar com pessoas diferentes de mim, pq minha opinião eu já sei, já sei onde todas as discussões comigo mesmo vão chegar, eu concordando comigo, acho que estar junto a outra pessoa é sempre um aprendizado e eu vim aqui pra aprender.

    ResponderExcluir
  3. @foxx, desculpe, mas nessa expressão não está implícito nada, acho que você está vendo coisas onde não têm.

    saber apreciar a sua própria companhia pode ser incrível e vale a pena experimentar. isso não quer dizer que você prefere a companhia dos outros. não sei de onde você tirou isso...

    e uma coisa não exclui a outra.

    ResponderExcluir
  4. Railer:

    Sua melhor cia tem que ser você sempreee...rs

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. @edilson, concordo! se a gente não curtir nossa cia, quem vai curtir? e com isso a gente atrai outras, com certeza!

    ResponderExcluir
  6. esperiencia de morar sozinho em outro lugar... um dia vou ter essa...
    tem um amigo que ta passando por essa fase também, sempre ligo pra ele, mas sei que não é a mesma coisa

    ResponderExcluir
  7. Podem me chamar de egocêntrico mas a nossa própria companhia pode ser uma das melhores... hehehehe! Hugz, guri!

    ResponderExcluir
  8. @teago, pode não ser a mesma coisa, mas conforta. manter-se presente e dando suporta é uma grande ajuda.

    @fred, assino embaixo. hugz!

    ResponderExcluir
  9. Eu estou sempre fazendo coisas "só eu e meus amigos imaginários" kkk

    Post muito bacana, concordo com você, eu mesmo já viajei sozinho, fui a lugares, isso nunca me impediu... Só fica mais complicado aparecer nas fotos kkk

    Abração!

    ResponderExcluir
  10. @latinha, nada que uma câmera com 'time' não resolva. outra coisa é pedir pra alguém tirar a foto e já aproveitar pra puxar papo.

    ResponderExcluir
  11. R,
    Eu diria que o diferencial é o (difícil) equilíbrio entre estar só e estar acompanhado. Há coisas que necessariamente serão mais divertidas com cia (parque de diversões, praia, longas viagens, um jogo de xadrez/cartas [!] etc.) e acho que há momentos "feitos" para estarmos sozinhos (a leitura de um bom livro, um treino na academia, uma caminhada [ou corrida] etc.) É claro que se pode jogar cartas sozinho e até fazer sexo sozinho... mas acompanhado é muito melhor. No fim das contas, acho que vai do momento/fase que atravessamos. Eu tenho minha temporada de estar só (chego a "evitar" sair, conversar, interagir) e tenho meus dias "juju carente"...
    Ah, é claro, a bipolaridade sempre pode bater à nossa porta, né? rsrsrs

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas