segunda-feira, 4 de março de 2013

colegas

este final de semana estreou o filme brasileiro 'colegas', que conta de forma poética a aventura de três amigos. ao contrário de outros filmes envolvendo portadores de síndrome de down, esse filme não tem foco nesta questão, mas sim na amizade, na coragem, no amor e na busca por algo em que se acredita.

eles trabalham na videoteca do instituto onde vivem e, um dia, inspirados pelo filme 'thelma & louise', resolvem fugir em busca de três simples sonhos: stalone (ariel goldenberg) sonha em ver o mar, márcio (breno viola) sonha em voar e aninha (rita pokk)  sonha em se casar com algum cantor. assim começa a jornada, cheia de confusões e com muito bom humor. brincando de bandido e mocinho, eles acabam virando caso de polícia, mas nem isso os fazem desistir.

por gostarem de filmes, eles ficam o tempo todo usando citações do cinema nacional e internacional. há referências a cidade de deus, tropa de elite, e o vento levou, matrix, exterminador do futuro, jerry maguire, pulp fiction, superman, entre outros, sendo a mais direta as máscaras usadas pelo trio, que remetem ao filme palhaços, de fellini.

é muito bacana ver como em nenhum momento eles se colocam em posição de pena ou se sentem diferentes das outras pessoas. com isso a gente nem se liga na questão do down, o que não deixa de ser uma forma de inclusão social. 

aliás, as diferenças que eles enxergam estão em outros pontos, como numa cena, que está até no trailer, em que um deles se interessa por uma mulher e, ao abordá-la, ela pergunta: 'você não percebe que a gente é diferente?'. o rapaz então argumenta: 'não tem problema, eu gosto de gorda'

um filme leve e muito divertido, gostoso de se ver. ele foi premiado no festival de paulínia, no festival do rio e foi o grande vencedor no festival de gramado. a direção é de marcelo galvão.

5 comentários:

  1. Railer:

    Tem carinha de coisa boa...rsss

    Linda semana querido.Beijo.

    ResponderExcluir
  2. ah, fiquei com mta vontade de ver.

    ResponderExcluir
  3. CERTEZA que vou ver! Super afim! Hugz!

    ResponderExcluir
  4. R,
    To louco pra ver!
    Ariel Goldenberg, um dos atores, fez uma campanha para que o Sean Penn viesse na estreia do filme, pois era seu desejo conhecer Sean pessoalmente...
    Pelo que soube, o ator de Hollywood não veio, mas convidou o brasileiro a ir visitá-lo e, depois do encontro, Ariel recebeu um presente super-especial: um quadro com a nomeação oficial de Sean Penn ao oscar por sua atuação no filme "I'm Sam" (onde Penn interpreta um homem com retardo mental).
    abs

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas