segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

precisamos falar sobre aids

dezembro é o mês de se falar de aids e reforçar a luta, reforçar que o vírus hiv ainda está por aí, mais perto do que a gente imagina. não existe essa história de grupo de risco e ninguém está imune ao vírus. assim, homens e mulheres, principalmente os mais jovens, deveriam se cuidar mais e cuidar um do outro. só assim a transmissão da aids pode diminuir.

uma forma importante de prevenção é conversar sobre o assunto, se informar e USAR CAMISINHA SEMPRE! isso ajuda a diminuir também o preconceito que ronda a aids. hoje em dia todo mundo conhece ou vai conhecer alguém que tem o vírus, por isso é importante saber lidar com a situação. afinal, a aids tem uma nova cara, formada por pessoas saudáveis e que convivem bem o hiv.

você não pega aids se ABRAÇAR, BEIJAR NA BOCA ou FAZER CARINHO num soropositivo. exemplo disso são casais sorodivergentes (um tem hiv e o outro não) que vivem muito bem e felizes. 

dezembro está aí pra se falar no assunto. sem preconceito e sem medo.


7 comentários:

  1. caríssimo railer, creio que quando o vírus hiv foi atribuido à homens que fazem sexo com homens, foi o início do erro sobre a doença tanto que até hoje, muitos dos heteros ainda acreditam que só pega o virus os grupos de risco. ou seja os gays, isso faz com que a doença seja difícil ser discutida, qual é o garoto que vai trepar com uma menina, ou vice verso, que vai admitir a possibiliadade de pegar aids? ele pode pensar que ele é gay. por outro lado os bissexuais que pegam hiv de outros homens, inventam as mais estranhas histórias pra justificar a contaminação. aumentando ainda mais o preconceito com o soropositivo, creio que o preconceito nunca vai acabar. também não são poucos os gays que não tem medo de pegar aids, basta dar uma navegada no xvideos, pra ver o bareback correndo à solta. mas concordo com você informação sempre. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. excelente post! realente precisamos falar mais e mais sobre isto!

    ResponderExcluir
  3. De fato é um assunto que merece muita atenção. E é incrível como as pessoas pensam que isso é mito, os dados estão alarmantes, é necessário falar sobre, é necessário prevenir-se!

    Belo texto, e excelente dica!

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Sempre é importante esclarecer e jogar mais luz nesse assunto. pois pelo que vejo, muitos gays não estão nem ai com o risco da contaminação... um absurdo!!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Precisamos mesmo!!! Muito bem dito - e postado - Railerman!!!

    ResponderExcluir
  6. Sempre precisamos ! Triste que as estatísticas apontam um crescimento entre os mais jovens ...

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, sempre bom lembrar!
    Eu sou casado e somos divergentes.
    A garotada foge como o diabo da cruz quando alguém diz que é, mas fica sem proteção com muita gente que é, e pensa que não é!
    Quem tem não gosta que eu fale, mas eu digo: viver com é possível, mas viver sem ainda é melhor.
    No DF, um em cada cinco jovens gays tem o vírus. Parte dos portadores não sabem que têm.
    Amar o próximo é, também, se proteger e, sendo positivo, proteger a si e ao outro.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas