quarta-feira, 27 de abril de 2011

pânico 4


como eu já tinha comentado, no último final de semana eu voltei a ser adolescente, indo ao show do roxette e assistindo ao esperado filme pânico 4 (scream 4), sequência lançada 10 anos depois do final da trilogia (eu já tinha falado dele em maio do ano passado, aqui). foi uma maneira bacana de relembrar momentos da década de 90.

para quem pôde ir ao cinema na época, é fácil perceber o impacto da trilogia pânico e como essa história deu um novo ar aos filmes de suspense/terror, reinventando a forma de fazer medo e divertir ao mesmo tempo.

nesta quarta parte, onde comenta-se que 'o inesperado é o novo clichê', o filme já começa apresentando uma abertura inesperada, criativa e diferente dos anteriores, já entrando no clima de zoação com os clichês que ele mesmo aponta.

entrando na história, sidney prescott cresceu, escreveu um livro e volta à cidade para divulgá-lo. nessa ocasião, novos assassinatos começam a ocorrer, tirando o sossego do então xerife dewey (que não manca mais), casado com a ex-repórter gale weathers.

no novo elenco estão adolescentes que refletem a sociedade moderna, ligada em redes sociais, blogs, vídeos online, aplicativos para o celular e reality shows ('você não precisa mais fazer algo notável pra ser famoso').

o terror da última década, como jogos mortais e fantasmas japoneses, entra em discussão, além das regras das refilmagens, já que agora o assassino está se baseando no filme original 'stab' (punhalada), apenas com a diferença de que filma o que faz e espalha pela internet ('as pessoas precisam ver, ninguém mais lê nada').

a história foi atualizada e tem tudo para agradar a primeira geração pânico e a nova geração que nasceu conectada, mas recomendo ver os filmes anteriores (pelo menos o primeiro) para que a trama faça mais sentido. sustos, gritos e comédia estão presentes, mostrando que a franquia merece mesmo o título de 'cult'.

bem vinda ao lar, sidney.

14 comentários:

  1. Estou doido pra conferir este no cinema. Só preciso ver trilogia completa, hehehe

    abs.

    ResponderExcluir
  2. tb sou fã da série. vou dar um jeito de ver.

    ResponderExcluir
  3. eu gostava dos filmes do panico

    vou assistir esse tbm kk

    Mas filme de terror q eu gosto mesmo é o Massacre da Serra Elétrica kkkk

    ResponderExcluir
  4. tem gente torcendo o nariz mas achei tudo super coerente. Com os outros filmes, com realidade atual, enfim..gostei mto.

    PS: até hj não lançaram o primeiro em dvd né?

    ResponderExcluir
  5. Doido!!!

    Olha, quanto à questão da Arezzo, o problema é que foram na contra-mão do que se defende atualmente.
    Erraram por isso.

    Beijo!
    http://tengavolantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Quero muito assistir!!!!
    E "hahahahahahahaha" o que é aquele Tumblr dos bolos???? Óteeeeeeeemo!!! Hugz!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Fala Railer! Primeira coisa que não gostei foram as letras minúsculas... Brincadeira, hehehe! :D

    Eu particularmente não gostei desse novo ar que o filme ganhou. No início eu achei que estivesse assistindo "Todo mundo em pânico". Podem ter tentando fugir do clichê, mas muita coisa me deixou com essa cara: ^.-

    Por exemplo: tentar me fazer achar que o namorado da Jill ou então a policial esquisita eram os assassinos me irritou, pois era óbvio que essa era a intenção do diretor. No final, eu não gostei do filme, e tentei de verdade definir se isso se deu pelo fato de que não tenho mais 15 anos, ou se ele realmente decepcionou. Cheguei à conclusão de que foram as duas coisas. ;)

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  9. vi essa semana e achei genial

    ele brinca com os próprios clichês. e ainda assim consegue dar susto.

    sem sombra de dúvidas foi bom pra mim... lembrar da infância e dos temidos filmes de terror. foi desse jeito que minha escola nessa área começou.

    high school, college... facada e um monte de morte. Pânico, Lenda urbana e afins.

    adorei o filme, ri bastante... aquele tipo de filme que diverte.

    e ponto.

    ResponderExcluir
  10. hugo, o que faz pânico ser o que é são esses clichês que ele coloca ao mesmo tempo em que condena.

    também vi que era forçado isso, mas faz parte. pra mim o pior de todos é o 3, tirando a cena do ataque na sala cheia de máscaras do ghostface.

    eu adoro a 'quadrilogia' e me lembro de todos, pois os vi muitas vezes. hehe

    abraços!

    ResponderExcluir
  11. eu assisti a trilogia há mtos anos atrás...rs Muito legal... vou tentar assistir o quarto filme!

    =)

    Beijão

    ResponderExcluir
  12. david, infelizmente aqui no brasil não. veja os comentários da primeira postagem que fiz sobre o filme. lá comentaram sobre isso, sobre a diferença de distribuidora do primeiro e dos demais filmes, o que dificulta coisas como um box, por exemplo.

    http://raileronline.blogspot.com/2010/05/hello-sidney.html

    ResponderExcluir
  13. Hehehe, esse já é o 3o blog que eu vou comentar esse filme, e vou repetir: nunca me apeteceu. :P
    Sorry.

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas