segunda-feira, 7 de novembro de 2016

viajando para fora do país pela primeira vez

seguem algumas dicas para quem vai sair do brasil pela primeira vez!
sempre me pedem e então resolvi compartilhar aqui no blog!

- habilitar o celular pra roaming e ver as taxas no site da operadora (pra receber torpedos, normalmente é de graça. pra enviar é um pouco mais caro que aqui. mas pra atender ou fazer chamadas é muito caro)

- avisar a operadora do cartão sobre o período fora e qual o país (se você usar o cartão fora do brasil e a operadora não souber que você viajou, ela vai tentar entrar em contato contigo pra verificar a compra. se ela não conseguir, o seu cartão vai ser bloqueado!)

- ler sobre a cultura do lugar, modos de cumprimentar as pessoas, costumes, leis sobre horários de venda de bebida alcóolica, se pode andar na rua com bebida e tal, até que hora funcionam os bares e boates etc. nós brasileiros somos um povo mais aberto, a gente toca as pessoas, abraça... lá fora é um pouco diferente. piadinhas também podem soar como ofensas, tudo por conta da cultura. então vale de início sempre observar, ouvir mais e claro, ir mostrando que o brasil é um povo caloroso!

- cuidado com comentários discriminatórios e preconceituosos (isso vale em qualquer lugar do mundo, inclusive onde você mora). procure enxergar de forma muito natural as diversidades: religiosa, cor, raça, orientação sexual ou qualquer outra. somos diferentes e devemos respeitar isso.

- eu costumo levar chaveirinhos (bandeira do brasil, tema de futebol) ou até mesmo bombons garoto pra dar para as pessoas que me ajudam durante a viagem, gente que conheço por onde passo. sempre deixa uma ótima impressão da gente e do nosso país!

- vale comprar um guia, ler e montar um roteiro com as coisas que tem vontade de visitar. conversar com alguém que já foi na cidade onde você está indo e validar tempo pra fazer os passeios, o que vale a pena ou não, ideia de preços etc. sugiro comprar aqueles de banca, em formato de revista (viagem & turismo por ex) pois são mais atuais e têm dicas boas.

- vale se informar de endereço e telefone da embaixada do brasil no país e também de alguma polícia do turista no país ou cidade onde vai ficar.

- fazer seguro antes de viajar. geralmente um seguro já cobre malas e saúde. dependendo do seguro feito, eles já dão etiquetas para duas malas e mais uma de mão. mantenha o cartão do seguro sempre contigo.

- na ida, levar uma mochila em mãos, no avião, com roupa extra, caso você chegue no destino e a mala demore alguns dias (acontece) ou até mesmo caso a mala não chegue.

- etiquetar bem as malas com nome e celular principalmente.

- verificar o peso máximo de bagagem por pessoa permitido para o voo (normalmente duas malas de 32kg), pra não pagar excesso de bagagem, que é caro.

- você vai pagar uma taxa de iof (vem na fatura) ao fazer compras com seu cartão de crédito internacional fora do país, mas no free shop (duty free) é possível comprar pagando em reais, sem iof, com o valor da conversão do dia (deixe pra comprar coisas mais pesadas no free shop da volta, como bebidas por exemplo. perfume é sempre bom aproveitar promoções)

- chegando no aeroporto de destino, procure o serviço de informações e já peça mapas da cidade e de eventos que estejam acontecendo

- não ficar passeando/andando com o passaporte fora do país. faça uma cópia xerox e ande com ela (incluindo a página do visto se for o caso). o passaporte tem que ficar guardado em lugar seguro pois é seu documento principal lá fora.

- apesar de os voos nacionais permitirem 5 litros de bebida na bagagem, nos voos internacionais não se pode levar líquidos na mão. uma dica é levar uma garrafa de água vazia na mochila e, depois que passar a vistoria da imigração, encher nos bebedouros (servem água no voo mas eu prefiro ter a minha a mão).

- o principal de tudo, "quem converte não se diverte"! se uma água custa 3 dólares pense que se fosse 3 reais estaria um preço justo. o mesmo pra um mcdonalds a 8 euros. se converter não vai comprar nada!

boa viagem!

5 comentários:

  1. uau! um manual completo! eu que viajo bastante vou aproveitar algumas das dicas! etiquetar malas é meu fraco! nunca faço! rsrsr
    posso acrescentar uma? dependendo do tempo que for ficar num pais vale a pena comprar um chip e um plano baratinho, especialmente de acesso a internet, ai vc pode usar mapas (google mapas e waze) ver dicas de FOURSQUARE, conferir horarios de locais e, dependendo do plano, ate ligar e fazer reservas em restaurantes...e com o whatsapp, vai poder se comunicar com todo mundo no brasil de "GRATIS" praticamente... na Australia mês passado, um plano de 30 dias, com 5 giga, custou 100 reais , no japao, em julho, o mesmo plano foi uns 150 reais, mas ajudou pra caramba, pois ate usei para traduzir coisas e me orientar no metro de tokyo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sempre que quiser comentar ou acrescentar algo, fique à vontade! em relação ao chip, isso não está na minha listagem porque eu sinceramente prefiro não usar. isso me permite me desligar um pouco mais do celular e aproveitar sem ficar olhando/respondendo whatsapp por exemplo. hoje em dia todos hotéis e estabelecimentos têm wifi e assim, quando paro pra comer algo ou tomar um café, é que eu acesso a internet.

      sobre o google maps, existe a opção de fazer download de uma área específica e usar offline por um tempo determinado de vários dias. vale a pena para ajudar na locomoção nas cidades que você estiver visitando!

      abraços!

      Excluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas