quinta-feira, 1 de maio de 2008

de 4 é melhor

2008, big brother brasil 8. e assim tem sido desde 2001. cada edição do bbb faz mais sucesso, recordes de votação são batidos (tanto por telefonemas e torpedos quanto via internet) e milhões de reais circulam nessa brincadeira toda. já imaginaram o preço de um comercial no intervalo da final do bbb? e o preço para uma marca ficar estampada durante provas inteiras do jogo?

ações inovadoras e envolventes cativam o público e aposto que as pessoas se lembram depois de qual foi a marca que estava em destaque. tente pensar em pelo menos 3 marcas que passaram pelo bbb 8 e vai ver que você consegue sem esforço.

mas o que faz cada edição ser diferente são as pessoas dentro da casa. e a oitava edição do bbb revelou uma figura fantástica, o marcelo arantes, psiquiatra que deixou a galera da casa maluca.

e como não podia deixar de ser, ele já virou personagem nas mãos da companhia de teatro 'de 4 é melhor', de brasília (que tem uma campanha pra mudar o nome já que muita gente da imprensa se recusa a dizer ou escrever. lamentável...).

o grupo está em cartaz na capital do país com a peça 'eu tenho a última temporada', que conta a divertida história de pessoas viciadas em seriados. tomara que eles levem o espetáculo para o resto do brasil.

no vídeo a seguir, confiram a cena parodiando o 'big brother brasil 8' e marcelo arantes (vai agradar principalmente a quem acompanhou, nem que seja um pouco, este programa).


4 comentários:

  1. Eu queria ter participado desse big brother pra ter dito umas verdades a esse infeliz, mas inegável é dizer que ele foi essencial ao programa em virtude de sua personalidade discrepante dos esteriótipos costumeiros. Agradeço o comentário no meu blog e digo que não abri o e-mail, afinal sou carioca de nascência mas minêro di vivênça, daih disconfio inté das sombra! volte sempre, gostei do blog, t+!

    ResponderExcluir
  2. Excelente!!!
    Tomara mesmo que o espetáculo vá para outros lugares do país. Tomara que venha para Minas, eu ia adorar poder assistir!
    Beijão.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! Realmente esta peça deveria circular pelo Brasil, passando, é claro, por aqui, no Rio! Abs

    ResponderExcluir

não será permitido nenhum tipo de discriminação nos comentários assim como nenhum tipo de ofensa ao autor ou aos visitantes. obrigado!

postagens relacionadas