segunda-feira, 31 de outubro de 2011

tempo é dinheiro e poder

olhem que trailer maneiríssimo que eu vi no cinema.
quero muito assistir a este filme de ficção científica que estreia por aqui nesta sexta-feira, 04/11. fico impressionado quando pessoas têm ideias bacanas como essa. veja se você também curte.

o preço do amanhã (in time, título original), tem no elenco, justin timberlake (a rede social), amanda seyfried (mamma mia, a garota da capa vermelha), olivia wilde (tron: o legado) e cillian murphy (a origem, batman begins).



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

bike rio

está de volta à cidade o projeto bike rio, iniciativa da prefeitura do rio com parceria do itaú e do sistema de bicicletas samba.

a ideia é incentivar o uso de transporte sustentável e não poluente, além de ser uma boa pra saúde e lazer. você retira a bicicleta e pode devolvê-la em qualquer das várias estações espalhadas em lugares estratégicos.

as bicicletas são destravadas e travadas por aplicativos no celular e as estações tem comunicação wireless além de serem alimentadas por energia solar.

achei muito legal essa ideia ter voltado, já que antes ficou tão pouco tempo que nem tive oportunidade de alugar uma bicicleta. li que houve roubos, estragos e tal, mas que o serviço agora está melhor preparado e mais controlado.

basta visitar o site oficial e fazer cadastro para ter direito a usar. o sistema é pré-pago, com pagamento diário ou mensal. tomara que agora fique pra valer e que as pessoas dêem o devido valor a esse hábito saudável.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

gigantes de aço


é inevitável não comparar 'gigantes de aço' (real steel) com 'rocky' e também com 'o campeão' (the champ, 1979). só que desta vez, num futuro próximo, a humanidade proibiu o boxe e lutas mais violentas entre humanos, deixando estes esportes para os robôs.

nesse contexto, um ex-boxeador decadente (hugh jackman) e seu filho (dakota goyo, o jovem thor no recente filme) encontram um robô o qual vão treinar para participar de lutas, ao mesmo tempo em que os dois tentam construir uma relação que até então não existia.

os robôs são humanizados, com muitos movimentos e sutileza de olhares e expressões que lhes conferem vida. um trabalho muito bem feito e com muita atenção aos detalhes. aliás, os efeitos visuais são ótimos e ajudam a dar veracidade à história e a nos fazer acreditar que aquilo que estamos vendo não é só é possível, mas também é real.

o roteiro é bem escrito e traz questões como superação, coragem e como se deve lutar por aquilo em que você acredita. a trilha sonora é empolgante e, quanto ao merchandising, muitas marcas estão presentes, como hp, wired, espn entre outras, mas bem inseridas na trama.

o filme é baseado no conto 'steel', de 1956, escrito por richard matheson, autor de 'eu sou a lenda'. além disso, tem direção de shawn levy (uma noite no museu), cujas filhas aparecem no filme querendo uma foto de um robô, e produção executiva de nomes como steven spielberg e robert zemeckis.

fazia tempo que não aparecia um filme assim. um dos melhores filmes do ano.

curiosidade: em rocky, o campeão é chamado 'apollo'.
na mitologia, apollo é filho de 'zeus'.


sábado, 22 de outubro de 2011

ícones ontem e hoje

vi essas imagens no blog do gustavo dornas e resolvi compartilhar aqui também.

o artista sueco george chamoun, de 26 anos,
uniu fotos de ícones do cinema atuais e do passado
em uma única imagem, para um trabalho de artes chamado iconatomy.

ele afirma que não quis comparar as pessoas e nem seus trabalhos,
mas sim mostrar fotos semelhantes de celebridades de duas épocas diferentes.
o resultado ficou muito bom! consegue identificar as pessoas?










quarta-feira, 19 de outubro de 2011

equilíbrio

ousar é perder o equilíbrio momentaneamente.
não ousar é perder-se.
(soren kierkegaard)

video
rock street, rock in rio 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

orações para bobby



orações para bobby (prayers for bobby) é baseado no livro de mesmo nome, escrito pelo jornalista leroy aarons, fundador da national lesbian and gay journalists association. um filme que todos deviam ver e mostrar para suas famílias e amigos.

uma história real, brilhante e comovente, que fala de bobby griffith (ryan kelley), um garoto americano, e a sua relação com a família ao revelar sua orientação homossexual. sua mãe mary griffith (sigourney weaver), fiel à religião, pouco informada e cheia de preconceitos, vai fazer de tudo para "ajudar" e curar" o filho: arruma psicóloga, apresenta meninas e até mesmo insiste com o ensino religioso e as orações para que esses pensamentos saiam da cabeça dele.

tudo isso vai servir para deixar o rapaz mais confuso e dificultar sua autoaceitação. começa então uma luta contra si mesmo e, não aguentando a pressão psicológica, ele toma uma atitude radical e trágica.

aí então é que o filme realmente começa, mostrando como essa mãe vai tentar amenizar sua culpa e procurar entender o que seu filho "pecador" tinha. para isso vai ser preciso rever conceitos, se reposicionar e repensar opiniões e crenças.

em busca de respostas, ao mexer no quarto do filho, ela encontra um diário que diz: “eu não posso deixar que ninguém saiba que eu não sou hétero. isso seria tão humilhante. meus amigos iriam me odiar com certeza, poderiam até me bater. na minha família já ouvi várias vezes eles falando que odeiam os gays, que deus também odeia os gays. fico apavorado quando escuto minha família falando desse jeito, porque eles estão realmente falando de mim.”

infelizmente muitos gays se identificam com isso pois já se sentiram assim, como se essa condição fosse algo ruim, desprezível e que devesse ser escondida. escutam pessoas exteriorizando sentimentos ruins, de mau gosto e intolerantes, sem se preocupar com quem está por perto, sem se preocupar quem está ouvindo e qual o efeito disso.

se a pessoa do seu lado sofre em silêncio com sentimentos conflitantes dentro dela, como essas palavras serão recebidas? escutar que o que você sente é errado ou é pecado, mata sua autoestima, sua autoconfiança, seu senso de valor e seu amor próprio.

ainda bem que dessa história vai nascer a esperança e a luta para evitar que outros jovens se sintam igualmente pressionados pela sociedade, religião, família e para que saibam que não estão sozinhos e que há pessoas em defesa deles e de seus direitos.

é sobretudo um filme lindo, humano e intenso. o discurso da mãe e o gesto final mexem com a gente e emocionam (eu choro sempre que revejo), seja pelas palavras dela ou pela interpretação da sigourney weaver, que é muito verdadeira.

pra mim este é o melhor filme que aborda o sofrimento que muitos gays sentem ao se confrontarem a primeira vez com este sentimento e as dificuldades e medos de falarem abertamente e naturalmente sobre isso. além de mostrar o impacto que a ignorância e o medo da palavra "gay" pode ter sobre uma família.

* releia aqui uma atitude recente e exemplar de uma outra mãe americana e também esta história aqui de como simples palavras podem afetar alguém.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

upgrade

no matter what you did
no matter who you are
no matter where you come from
you can always change
become a better version of yourself
(madonna)

não importa o que você fez
não importa quem você é
não importa de onde você veio
você sempre pode mudar
tornar-se uma versão melhor de si mesmo
(madonna)

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

festival do rio 2011

depois do rock, é a vez do rio se tornar capital do cinema.
começa hoje o festival internacional de cinema do rio 2011,
que vai até 18 de outubro, em vários cinemas de toda cidade.

mais uma vez vamos ser bombardeados por muitos filmes interessantes, do mundo inteiro, divididos em mostras para todos os gostos. eu sempre procuro ver filmes que têm baixa probabilidade de entrar em cartaz depois do festival.

os mais cotados como almodóvar ou hollywoodianos sempre estreiam depois mesmo. gosto de ver filmes de países cujos longa-metragem dificilmente chegariam a

veja aqui a página oficial e o guia com a programação completa.
compre pipoca e divirta-se!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

steve jobs

"lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. porque quase tudo - expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar - caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. não há razão para não seguir o seu coração.

lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder. você já está nu. não há razão para não seguir seu coração."

steve jobs (1955 - 2011)

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

queen extravaganza

já tá rolando o concurso que vai montar a banda cover oficial do queen para depois vai fazer uma turnê celebrando as músicas, estilo e visão do grande grupo, além de comemorar seu aniversário de 40 anos. o queen extravaganza foi lançado pelo baterista da formação original, roger taylor, e será um concurso todo feito na internet.

um candidato que tá dando o que falar é o canadense marc martel, atual vocalista da banda downhere. não preciso falar muito, basta ver o vídeo do cara abaixo. impressionante a voz e a aparência dele com o fred mercury.

o tributo queen extraganza live tour vai acontecer em 2012. eu quero ir!


postagens relacionadas